O projecto em detalhe

lundi 28 janvier 2008

1. INTERREG III B

O Programa INTERREG III B tem por objectivo facilitar a cooperação transnacional entre autoridades nacionais, regionais e locais com vista à promoção de uma melhor integração territorial na União Europeia através da formação de grandes grupos de regiões europeias.

O espaço Sudoeste europeu é constituído por regiões que pertencem a quatro países :

  • Espanha (conjunto de todo o território)
  • França
  • Portugal (conjunto de todo o território)
  • Reino Unido


INTERREG III B
As zonas elegíveis estão delimitadas pelas regiões estabelecidas na escala NUTS I (Nomenclatura das Unidades Territoriais Estatíticas) :

  • França : Aquitaine, Auvergne, Languedoc-Roussillon, Limousin, Midi-Pyrénées, Poitou-Charentes
  • Espanha : Galicia, Principado de Asturias, Cantabria, País Vasco, Comunidad Foral de Navarra, La Rioja, Aragón, Comunidad de Madrid, Castilla y León, Castilla-La Mancha, Extremadura, Cataluña, Comunidad Valenciana, Islas Baleares, Andalucía, Región de Murcia, Ciudad Autónoma de Ceuta, Ciudad Autónoma de Melilla
  • Portugal : Norte, Algarve, Centro, Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo, Região Autónoma dos Açores, Região Autónoma da Madeira
  • Reino Unido : Gibraltar


Orgãos de gestão do Programa

2. Uma parceria europeia

O projecto "MEMURBIS" representa a colaboração e trabalho em conjunto de 3 parceiros integrados no espaço transnacional SUDOE : Espanha, França e Portugal.

Espanha está representada pela cidade de Elche
Palmeraie de Elche

Portugal está representado pela cidade de Coimbra Coimbra

França está representada pela cidade de Toulouse, chefe de fila Quai de Toulouse

3. A procura de um modus operandi

É importante realçar a cooperação já existente entre as diferentes cidades parceiras do projecto «Memórias Urbanas», no âmbito de outros projectos e redes europeias :

  • Projecto VALUO (INTERREG III B SUDOE) : Projecto europeu que tem como objectivo o intercâmbio de estudos acerca do impacto da evolução do mercado imobiliário nas zonas de intervenção pública dos centros históricos das cidades. As cidades de Coimbra e Toulouse são parceiras do projecto, sendo valência chefe de fila.
  • Geminação Toulouse-Elche : esta geminação, que existe desde 1981, entre Toulouse e Elche procurou celebrar a importância do papel destas cidades na História do Aeropostal. Como tal, Toulouse e Elche reforçaram a sua geminação através da participação num projecto inscrito no programa europeu “Juventude para a Europa”, em parceira com as cidades de Brighton e Brescia, organizaram conjuntamente um concurso de escrita.


O conjunto das trocas de experiências e de boas práticas, nomeadamente em termos de gestão dos arquivos e memórias urbanas, reforçam os laços existentes entre essas cidades do Sudoeste europeu.

Será feito um esforço por associar outras cidades às relações privilegiadas entre as cidades parceiras. Assim, as cidades de Saragoça e valência serão associadas aos resultados do projecto "MEMURBIS".

Será levada a cabo uma comunicação eficaz do projecto e o grande público será fortemente sensibilizado acerca dos resultados dos trabalhos para que haja uma tomada de consciência da riqueza da sua história e património urbano comuns e criar uma vontade dos cidadãos em descobrir o património das suas cidades.

4. O desenvolvimento duradouro como um dos objectivos do projecto

O domínio do urbanismo surge como um ‘jogo’ muito importante do terceiro milénio. A adaptação à evolução do ambiente social, económico e territorial das cidades deve ter em conta a existência de um património urbano antigo que representa trunfo em particular no domínio do turismo. A realização de novos projectos urbanos tendentes a uma maior coesão da comunidade e a uma melhor qualidade de vida dos cidadãos deve integrar a valorização desse património antigo, criador de empregos e fonte de riquezas. Essa integração é uma das componentes do desenvolvimento duradouro e será facilitada através da existência de instrumentos que permitam o conhecimento da evolução urbana na História.

5. Origem do projecto

Este projecto toma forma no quadro da reflexão que a cidade de Toulouse desenvolveu em redor da criação de um instrumento de conhecimento histórico e de gestão contemporânea do património edificado do Município (Urban-Hist). Organizado através de um Sistema de Informação Geográfica (SIG), este instrumento integra dados arqueológicos, históricos e artísticos que permitem uma apreensão do património arquitectónico da cidade por todos os públicos : classe política, investigadores ou simples cidadãos. Este utensílio constitui uma grande ajuda à decisão em matéria de urbanismo e de conhecimento da História da cidade.

Também outras instituições partilham as mesmas preocupações, pelo que parecia quase indispensável que tivesse lugar um intercâmbio, tanto ao nível das diferentes fontes documentais a ser utilizadas neste tipo de instrumento quanto ao nível dos sistemas de gestão e das novas tecnologias a ser desenvolvidas.

Como tal, Toulouse contactou a cidade de Elche com a qual estabelecia já uma geminação desde 1981, para participar neste trabalho de reflexão e de intercâmbio de diferentes fontes documentais e sistemas de gestão em matéria de evolução urbana. A cidade de Coimbra, associada ao projecto INTERREG III B VALUO que tem por objecto o estudo da evolução imobiliária nos centros antigos e muito rica em património cultural, ficou entusiasmada com este projecto. Também estas cidades decidiram, então, apresentar um projecto INTERREG III Espaço SUDOESTE Europeu sobre as Memórias Urbanas : o "MEMURBIS".

- page 1 de 2